[Filme e Livro] Um Dia

postado por Ingrid Santos

Capa original do livro
Dexter Mayhew e Emma Morley se conhecem em 1988, em sua festa de formatura. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, todos deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro. 

Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas - vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter.Ele viaja muito e começa a trabalhar na mídia, ela passa por diversos trabalhos ruins e sempre busca uma vida melhor sem esquecer de seu sonho de ser escritora. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois. Uma amizade forte e atemporal. Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho.

Eles vivem assim, Dex e Em, Em e Dex, sendo parte da vida um do outro de diversas formas durante todos anos, passando por várias brigas, decepções e problemas. Todas as coisas boas e ruins são compartilhadas.
   
O livro, escrito por David Nicholls, é excepcionalmente encantador. Apesar da narrativa apresentar apenas um dia de cada ano é fácil saber todas as coisas principais que aconteceram ao longo do ano, e todos os anos no dia 15 acontece algo que dá um sabor a mais na história, e puxa um gancho para outro ano na vida desses dois.

Pôster do filme
Os personagens são muito bem feitos; o casal é incrivelmente fofo e desde o começo se percebe que são almas gêmeas, um está sempre lá pra ajudar, e apesar de serem opostos na maioria das coisas, a amizade e o romance são bem naturais, reais  e isso faz com que em alguns momentos você fique com vontade de dar um tapa na cara dos dois. Emma é uma garota incrível, que acredita em seus ideais e consegue ver um lado bom das coisas mesmo quando está vivendo em uma situação difícil, e ainda é uma ótima amiga. Dexter apesar de ser um cafajeste desde o começo, é incrível também, pode ser um pouco odiável em várias situações mas o ritmo com que ele amadurece durante o livro é bem perceptível, e o faz se tranformar em um homem melhor.

A narrativa flui muito bem, uma vez que você se encanta com a história não consegue mais parar de ler. E não, não é um romance meloso e bobo que você lê sem nem precisar de muita atenção. O livro carrega também questões como família, traição, futuro, carreira, e todas os problemas e questões de amadurecimento que acontecem após o término dos estudos e a entrada no 'mundo real'.

O filme, dirigido por Lone Scherfig, não fica pra trás de forma alguma, e é bem fiel à essência da obra original. Claro que existe adaptação de algumas situações e não são descritas todas as situações de todos os anos, como no livro, mas os momentos mais importantes e os sentimentos estão bem representados. O elenco é muito bom, e praticamente todos os atores são algo bme próximo do que eu imaginava serem os personagens no livro. Anne Hathaway é a perfeita Emma Morley, está é uma opinião da maioria das pessoas inclusive a minha, todos sabem que ela é uma grande atriz e se encaixa muito bem na imagem de Emma que eu tinha ao ler o livro. Jim Sturgess também se encaixa perfeitamente na pele de Dexter, com seu jeito encantador e estilo muito típico da época da história.

Não é uma história com muita aventura ou surpresa, e nem mesmo momentos uau, mas é certo você vai dar pelo menos um sorriso bobo! Divertido, meigo, dramático, e bem romântico. Não é a toa que Um Dia, tanto o livro quanto o filme, faz parte da lista de favoritos de muita gente, vale a pena conferir!


               
                            Classificação 


        Livro :
      
       Filme :

      Fidelidade (livro-filme):




9 comentários:

Hilza de Oliveira disse...

Resenha muito boa, mas é difícil de me convencer a ler esses amores "fofos". Eu gosto daqueles romances tortos, sabe? Tipo Lolita! Sabe, Lolita? Eu te indico muito.
Gostei do elogio à "The New York Times" rs. Excepcionalmente encantador!
Já vi a Alana Goiabeira falando dele, conhece ela?
Um beijo!

Ingrid - disse...

Obrigada :D
Também gosto muito de romances tortos e inesperados mas esse me conquistou... Eu nunca li Lolita mas sempre tive vontade de ler, o problema é que minha lista de leituras é e-n-o-r-m-e kkk mas tenho certeza que um dia eu consigo ler!
Eu não conheço essa Alana, mas já vi muitas outras pessoas falando desse livro e do filme também :)
Beijos querida;

Letícia Freire dos Santos disse...

Adorei sua resenha, nunca ouvi falar nessas "histórias" !!! Ah e tá precisando de un novo favicon para o blog né? Ele está nos meus favoritos e tem um monte de blog com o favicon do blogger.. ai é dificil eu saber qual blog é qual rsrsrs!!!!

Dá uma passadinha lá no blog, toda semana tem post novo: http://www.letiiciafreire.com

Bjs ;)

Maria Valéria disse...

ouvir dizer que ambos são bons, até me animei pra ler/ver... Gostei de seu post...
bjs. ^^

http://torporniilista.blogspot.com.br/

Dayane disse...

Eu já ouvi falar nos dois, e todos mundo fala muito bem, principalmente do livro, tenho mais curiosidade no livro que um dia irei lê-lo :D
Ótima resenha ^^
Beijinhos
Facebook do blog
conversando-com-a-lua.blogspot.com.br

Gláucia disse...

Olha!

Eu não li este livro, mas posso opinar sobre o filme.

Quando eu o aluguei, fiquei tão, mas TÃO decepcionada com o final! Eu estava esperançosa que tudo ia dar certo! que tudo seria lindo e maravilhoso depois de tantas coisas que aconteceram na vida deles (dos dois lindos e apaixonados) e de repente: PIMBA!

Affff... que triste!

Mas, estou uma parte de quero A bela e a fera! Cinderela! Essas estórias com finais totalmente felizes! rs

Abraços

Gláucia

eassimestaescrito.blogspot.com.br

Ingrid - disse...

Erro meu não colocar algo falando sobre o fim da história, sem spoilers claro, mas alertar que sim, é um pouco (MUITO) diferente do que poderíamos querer. Mas eu até gosto de coisas inesperadas e a história é toda tão linda e bem feita que o fim acabou não sendo algo tão ruim pram mim, fiquei com o choque inicial mas acabei relevando isso hahaaha É muito triste mesmo..

Beijinhos querida :)

Karina Santos disse...

Estou lendo este livro. e estou adorando.

www.jeito-moleka.blogspot.com.br

Alana Goiabeira disse...

acho que eu fui a unica a não amar "um dia", rs

Postar um comentário

Obrigada pela visita.
Assim quando eu puder eu vou responder e retribuir o seu comentário, por isso eu te peço que não esqueça de colocar o link do seu blog aqui.
Volte sempre!
Beijinhos.