Espaço do leitor: Resenha "O Hobbit"

postado por Midiã Cardoso

Resenha enviada por: Débora do blog Mundinho Insano.




Título: O Hobbit (original: The Hobbit)
Autor: J.R.R. Tolkien
Editora: Martins Fontes
Páginas: 296
Classificação: 5/5


"Lá estava ele, um enorme dragão vermelho-dourado, ferrado no sonho; um ruído palpitante de suas narinas e mandíbulas, junto com tufos de fumaça, mas, no sono, o fogo estava arrefecido. Embaixo dele, sob os membros e a grande cauda enrolada, e em torno dele, por todos os lados, espalhando pelo chão invisível, jaziam incontáveis pilhas de objetos preciosos, ouro trabalhado e ouro bruto, pedras e jóias, e prata, que a lus rubra tingia de vermelho.
Lá estava Smaug, as asas recolhidas como as de um morcego incomensurável, virado principalmente para um lado, de modo que o hobbit podia ver a parte inferior de seu corpo, a barriga comprida e clara cravejada de pedras e fragmentos de ouro, de passar tanto tempo sobre o leito tão precioso. "
J.R.R. Tolkien - O Hobbit, p. 210




Terminei de ler O Hobbit depois de ter começado ele no início do ano e ter sido forçada a abandoná-lo por causa de compromissos com a faculdade e tudo o mais. A pior besteira que eu fiz! Porque O Hobbit é um livro muito gostosos de ler, e muito menos complicado que a Trilogia do Anel, já que ambos os livros foram escritos para os filhos do autor, e segundo o próprio Tolkien, eles eram muito mais maduros na época d'O Senhor dos Anéis.

A Jornada Inesperada para o pacato Bilbo Baggins (ou Bolseiro, como na tradução em português, se preferir) começa quando o mago Gandalf bate na porta da sua confortável toca de Hobbit o convidando para uma aventura!!
Bilbo, vindo de longa linhagem de Bolseiros muito respeitáveis, não era dado a aventuras, preferia sua pequena toca onde as refeições eram fartas e servidas na hora certa. E também prezava demais sua reputação naquela pacata vila de Hobbits. Mas sua parte Tûk, uma família muito mais aventureira que os Bolseiros, gritava lá no fundo...
Mesmo não obtendo a resposta imediata de Bilbo, Gandalf volta com mais treze de seus companheiros anões, que vão chegando em pares e se acomodando na aconchegante toca. Bombur, Bofur, Fili, Kili, Oin, Gloin, Nori, Dori, Dwalin, Balin, Ori e o majestoso Thorin Escudo de Carvalho. A aventura em que Bilbo é convidado a participar é ser um ladrão! Ir em uma longa missão de resgate do fabuloso e lendário tesouro de Thrain, o Rei sobre a Montanha, que foi surrupiado pelo terrível (e temível) dragão Smaug. Uma grande missão, mesmo para este Hobbit, que guardava seus ímpetos de coragem e vontade de aventuras, lá no seu âmago, juntamente com sua parte Tûk.
Seja pela ganância que a promessa desta 14° parte do magnífico tesouro tenha lhe despertado, seja pela parte Tûk do Bolseiro com fome de aventuras querendo aflorar, Bilbo aceita esta empreitada sem eira nem beira. Mesmo temendo os perigos da viagem, e os longos períodos sem desjejum, e até mesmo a perder sua tão sua estimada reputação na vila em que morava.
A evolução e amadurecimento da personagem principal é evidente! Bilbo vai do gordo e acomodado hobbit que só ficava reclamando sobre comida e sono, a um verdadeiro "ladrão" e até muito além do que isto, um herói. Sabendo se utilizar devidamente de sua perspicácia e inteligência natas, ele até mesmo salva os anões em diversas enrascadas nas quais eles se metem. Primeiramente desacreditado por seus companheiros anões, e logo depois respeitado como hobbit de grande coragem e audácia, tanto por anões, quanto por elfos e homens. Bilbo se torna uma lenda!
É por estas e outras que Bilbo é muito mais querido por mim do que seu sobrinho, Frodo, que passa metade da história amargurado pelo pesado fardo que carrega.
Sem querer revelar muito da história, é neste livro que conhecemos a origem de Ferroada, a espada que brilha azul com a chegada de orcs, da malha feita do lendário metal mithril, técnica secreta dos anões da montanha. E é claro, o Um-anel. Roubado em um jogo de advinhas com o asqueroso Gollum (ou Smeagol). Talvez o único e verdadeiro roubo que o Bolseiro realmente comete.
O final não foi exatamente o que eu esperava. Smaug, o dragão, apareceu muito menos do que eu queria e teve um fim digamos, muito fácil para um dragão tão poderoso. Mas me surpreendi como Tolkien conseguiu enfiar uma disputa pelo tesouro, em que elfos e homens cercaram os 13 anões dentro da montanha. Pra logo depois, uní-los em uma batalha inesperada contra orcs, que também desejavam possuir o ouro de Thrain. O final, com certeza, abre espaço para a aventura de Frodo, Sam e a Demanda do Anel que virão na trilogia de fantasia mais famosa de todos os tempos na Inglaterra.

Um comentário final sobre o livro. Além da capa maravilhosa da minha edição, desenhada por John Howe, temos belas ilustrações tanto coloridas quanto em preto-e-branco no meio do livro. Realmente, uma das minhas melhores aquisições.




Envie sua resenha também e participe do "Espaço do leitor": Saiba como funciona.




11 comentários:

Esteffani Fontes disse...

Nossa, só pela resenha, dá pra ter uma noção de como é e ainda por cima, cria uma ansiedade enorme! parece ser mais do que bom!

Visite meu blog, está super atualizado! Ah, e se seguir, me avisa por favor? Seguindo seu blog, pode né? rs @esteffanifontes - tt
Aos Dezesseis Anos - aosdezesseisanos.blogspot.com.br

leitura hot disse...

Oi flor!
Adorei a resenha! Meu amigo trem o livro e está lendo também...ele disse que está gostando. Vou esperar pra conferir o filme.
Beijos
Amanda
leiturahot.blogspot.com

Srt . Vasconcelos disse...

Tolkien é contagiante. Na parede do meu quarto está escrito: "numa toca no chão vivia um hobitt".

Juliana Guedes disse...

Eu ainda não li esse livro, mas parece ser ótimo. Estou no momento que estou in love com histórias mitológicas. Amei *-*
Seu blog é lindo, estou seguindo. Volte sempre no #JAD

Amanda Tôrres disse...

Eu adoro o Hobbit, esse mundo todo que o Tolkien criou é incrível :) AI MEU DEUS, eu sempre quis escrever uma frase no meu quarto ( pra garota li de cima *---*)
bjs
naquelemomentoeujuro.blogspot.com

Isabella Lessa disse...

Olá!!
Lindo seu blog viu?
Agente sabe o quanto é dificil ter matéria pra todos os dias não é? ahhahah!
Visite o meu quando der ;)
Beijão.
http://isabellalessa.com/

Diario Dos Treze. disse...

Olá..
Fiquei afim de ler esse livro, super legal ele né ?
Flor, já estou seguindo seu blog #PERFEITOOMG , você pode visitar meu blog ? Ficaria super feliz, volto sempre viu.

diariodostreze.blogspot.com

Midiã disse...

Obrigada pelos comentários amores.

Realmente a resenha da Débora ficou ótima né? Parabéns flor!

Midiã disse...

Obrigada flor.
É verdade, e dessa forma o leitor pode participar também :D
pode deixar ;)
beijinhos.

Midiã disse...

Ainda não li o livro, mas até me interessei. A resenha ficou muito boa né.
Own achei lindo você falando "#PERFEITOOMG" nem me senti né kkk Obrigada florzinha.
Já estou seguindo flor.
beijos.

Flavia disse...

Já tem anos que tenho esse livro mas nunca li, acho que com essa volta de sucesso não me fez empolgar para ler. Quero ler um dia pq gosto do autor.
Adorei a resenha.
Beijokas

Postar um comentário

Obrigada pela visita.
Assim quando eu puder eu vou responder e retribuir o seu comentário, por isso eu te peço que não esqueça de colocar o link do seu blog aqui.
Volte sempre!
Beijinhos.