[Filme e Livro] As Vantagens de ser Invisível

postado por Ingrid Santos

capa da edição mais bonita do livro

Charlie é um garoto diferente, inocente e sensível, que está vivendo aquele medo de começar a vida no ensino médio. O livro é escrito em forma de cartas para uma pessoa não identificada e ao longo dele é possível sentir que Charlie está falando diretamente conosco e não com qualquer outra personagem do livro. Não se sabe muito sobre o passado de Charlie que parece o incomodar tanto desde o começo, mas junto com ele vamos enfrentar as dificuldades do ambiente escolar e os problemas para fazer amigos. 

Após um tempo Charlie acaba fazendo amizade com Patrick, um veterano que está em um das suas aulas, e a irmã dele, Sam. Assim que começa a interagir mais com os dois o garoto também conhece o resto dos amigos deles, pessoas totalmente diferentes entre si, que fazem parte do grupo dos "excluídos" e mesmo assim sua juventude, com festas e aventuras, e levam o garoto a ter experiências que ele nunca imaginou.

Ele descobre muito sobre festas, experimenta drogas e alcool, se apaixona, descobre também um mundo cultural novo cheio de música nova, filmes,livros e espetáculos como Beatles e The Smiths, To Kill a Mockingbird, The Rocky Horror Picture Show, The Great Gatbsy, The Catcher in the Rye, The Graduate, Dead Poets Society e muitos outros. Os horizontes de Charlie se expandem muito enquanto e ele tambem amadurece com todas essas experiências. Pela promeira vez ele se sente "infinito" com seus amigos, e percebe que são esses momentos e sentimentos que fazem a vida valer a pena.

pôster do filme
Apesar desse amadurecimento ainda existem essas "coisas" do passado dele que permeiam a história durante todo o tempo e que são as maiores questões a serem respondidas e as chaves para todo seu comportamento. A angústia e confusão no coração de Charlie, assim como sua capacidade de sempre tentar encontrar positividade nas coisas, são transmitidos para nós leitores e fazem a história parecer real em muitos momentos, como algo que se passa com alguém que, apesar de nem sabermos onde mora ou algumas coisas assim triviais, conhecemos em um nível mais profundo. Charlie e seus dilemas podem representar muito bem a maioria das pessoas dessa idade.

Stephen Chbosky fez um trabalho impecável com o livro e creio que, se ele não estivesse na direção do filme, este não conseguiria captar muitas das coisas escritas. Meus aplausos a ele que conseguiu criar personagens tão diferentes do que esperaríamos em um livro e filme comuns e ao mesmo tempo tão reais. Criar uma intimidade que,mesmo sendo tão sincera que poderia acabar ficando pesada demais para se ver em uma narrativa e na telona, acaba sendo bem leve e fácil de acompanhar.

A escolha de atores para o filme foi muito boa, depois de pensar um pouco percebi que não poderia pensar em pessoas melhores para representar essas personagens. Emma Watson, Logan Lerman e Ezra Miller provaram mais uma vez serem ótimos atores. Minha única reclamação sobre a adaptação é que algumas coisas que eu achei muito importantes no livro, como a relação de Charlie e sua irmã e a revelação dos traumas do garoto, acabaram se perdendo um pouco e ficaram explicadas pela metade, o que fez com que algumas pessoas não entendam bem o que se acontece.

Lidar com assunto polêmicos não é nada fácil, e creio que absolutamente todos os fatos principais dessa história tem um fundo polêmico, todas as experiências de Charlie, seus amigos e sua família. Porém esses assuntos são, como eu já devo ter citado aqui mais de uma vez, colocados de uma forma muito leve durante a narrativa e que te fazem pensar sobre isso por um longo tempo. 

Uma das melhores coisas da vida é ser um "wallflower" e se sentir infinito. Nós aceitamos o amor que pensamos que merecemos, porém todos somos mais do que pensamos. Cabe a nós mesmo decidir o que seremos e como viveremos após as coisas ruins que acontecem na nossa vida. Asleep, da banda The Smiths, é uma música incrível. Esse é apenas o começo do que aprendi com esse livro e filme, que estão na minha lista de favoritos, e por isso recomendo demais para qualquer pessoa!


Classificação: 

Livro :

Filme :

Fidelidade Livro - Filme :








6 comentários:

Agnes Cristy disse...

Adoro tanto o filme como o livro, muito bons. Quando vi que o logan lerman ia fazer o charlie e a emma a sam, quase tive uma parada kkkk eles ficaram perfeitos nos personagens *o*
escritasdeverao.blogspot.com.br

Emily Swan disse...

Eu quero ler o livro e logo depois assistir ao filme. E estou enrolando há dias, que horror! Muito boa sua resenha, parabéns. Um beijo ;*

Livro Apaixonado

Gabriel Ribeiro Gomes disse...

Oi Ingrid :)

Nossa não aguento mais ver as pessoas falando tão bem desse livro é eu simplesmente ter dado 3,5 estrelas :(, me xingam de anormal kkkkkk estou sofrendo bullying estou pensando em reler para ver se minha opinião não muda, beijos :D

http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

Carol disse...

Esse foi o melhor livro que li em 2012. Adorei a escrita de Chbosky e tudo o que ele criou envolvendo a vida de Charlie.
Aliás, Charlie é um personagem digno de palmas! E se da primeira vez em que assisti o filme, fiquei decepcionada com o ator, da terceira fiquei extremamente orgulhosa dela! Percebi coisas que não tinha percebido antes em sua atuação, e fiquei mega fã!!
É um livro e um filme que te tira do senso comum do pensamento. Os adultos tem que parar de pensar que ser jovem é fácil demais, até parece que eles não passaram por isso.
O livro trata do problema de Charlie que tem um certo distúrbio, mas também trata dos problemas, até mais comuns, contudo menos importantes de Sam e de Patrick.
Amo demais!!!

bjus
terradecarol.blogspot.com

Ingrid - disse...

Oi Gabriel (:
3,5? Nossa! Mas qualquer pessoa tem uma opinião né? Mas se quiser reler pode mudar de ideia ou entender melhor o por que de não gostar muito do livro. Você não é anormal, só pode não gostar do que a maioria gosta né? Eu sou assim com várias coisas também kkkk
Beijos

Ingrid - disse...

Exatamente!
Você disse várias coisas com as quais concordo totalmente! Charlie é um dos personagens que eu acho mais interessantes o Logan atuou de uma forma ótima e deu vida ao personagem muito bem *o*
Amo o fato de que tudo no livro tem esses pequenos conflitos, que são extremamente interessantes. Como muitos dizem : as personagens desse livro poderiam ser qualquer um de nós, eles passam por todas essas coisas pelas quais adolescentes normais também passam.
Adorei seu comentário!
Beijos

Postar um comentário

Obrigada pela visita.
Assim quando eu puder eu vou responder e retribuir o seu comentário, por isso eu te peço que não esqueça de colocar o link do seu blog aqui.
Volte sempre!
Beijinhos.